Está vendendo para o Brasil? Acesse o site Brasileiro.

Dicas para reduzir pagamentos recusados no cartão em seu e-commerce

O principal objetivo de todo e qualquer e-commerce é entregar uma experiência de qualidade para que os usuários se convertam em clientes. Nesse sentido, é importante estruturar desde o layout até a operação por trás de todo o seu funcionamento para ter sucesso.

Já pensou na frustração de um cliente que se identificou com a sua marca, colocou os produtos no carrinho, fez o pedido e, no final de todo esse processo, tem seu pagamento recusado sem motivo? Se essa é uma de suas preocupações, veja neste artigo como diminuir a recusa de pagamentos no cartão de crédito no seu e-commerce.

Afinal, por que os pedidos são recusados?

Antes mesmo de chegar a solução para aumentar a sua taxa de conversão, é essencial entender os motivos pelos quais pode acontecer a recusa de pagamento no cartão de crédito. São eles:

  • falta de limite ou saldo no cartão;
  • erros de digitação ou preenchimento de dados incorretos por parte do cliente no momento de finalizar a compra;
  • cartão bloqueado ou expirado;
  • informações desatualizadas ou divergentes entre o que chegou no seu e-commerce e o que consta no banco de dados do banco emissor;
  • e, claro, o sistema antifraude.

Como funciona um sistema antifraude?

Por meio de inteligência artificial e big data, o sistema antifraude cruza dados de padrões de consumo, geolocalização, utilização de redes sociais, etc. para criar uma pontuação de confiabilidade em relação àquela transação. Ou seja, desenvolve um sistema que indica se a compra é muito confiável ou nada confiável e, no caso de não ser confiável, faz a recusa automática do pedido.

Como o nome indica, é uma tecnologia utilizada para prevenir fraudes com cartões de crédito e contribuir para que o seu e-commerce não tenha prejuízos financeiros com chargebacks.

Os chargebacks, por sua vez, são pedidos contestados pelo próprio consumidor, o titular do cartão de crédito. Essa situação acontece quando o cliente não reconhece a compra feita (como uma fraude com cartão de crédito clonado ou roubado), ou quando há um desacordo comercial (não receber o produto como esperado, por exemplo).

Saiba mais em: O que é chargeback e como evitar este problema no seu e-commerce?

Falsos positivos e negativos no antifraude

No entanto, a base de dados não é absolutamente precisa, afinal, envolve o comportamento dos usuários, que pode variar. Por isso, podem acontecer falsos positivos ou falsos negativos.

  • Falso positivo: quando um pedido é analisado e pontuado como fraudulento, mas é legítimo.
  • Falso negativo: aqui ocorre o oposto, o pedido é tido como legítimo e, na verdade, é uma fraude.

Mas como descobrir falsos positivos e negativos? De que forma isso afeta o seu e-commerce?

O falso negativo, quando ocorre, tem impacto direto no seu índice de chargeback. Afinal, se compras fraudulentas passarem pelo seu antifraude, pedidos de reembolso vão ocorrer.

Vale lembrar ainda que as bandeiras e adquirentes impõem um limite máximo de chargeback, em torno de 1% do total do seu faturamento. Então, se o seu índice passa disso o seu sistema de segurança não está efetivo e você pode sofrer penalizações – desde advertências até ter a filiação suspensa.

Já no caso do falso positivo, a compra é recusada pelo antifraude, então, como saber se ela é, na verdade, legítima? Existem duas possíveis situações:

1ª Você pode contar com serviços de antifraude com análise manual

Depois que acontece a recusa de pagamento pelo sistema automático do antifraude, a transação pode passar também pela avaliação de um profissional especializado, sendo este um serviço complementar que pode ser oferecido pelo antifraude.

2ª Você pode fazer o reprocessamento manualmente no seu e-commerce

Existem serviços de antifraude que proporcionam essa autonomia ao lojista. Conhecendo profundamente o seu mercado e os hábitos dos seus consumidores, você pode optar por fazer o reprocessamento manual em alguns cliques. Ou seja, consegue diminuir a recusa de pedidos no cartão de crédito e agilizar o processamento para o seu consumidor.

No entanto, é preciso seguir algumas boas práticas para evitar que você aprove compras realmente fraudulentas, a principal delas é fazer contato com o consumidor para validar os dados e averiguar a situação.

CLIQUE E FAÇA PARTE DO MELHOR GRUPO DE E-COMMERCE DO BRASIL

Recusa de pagamentos no cartão de crédito: como reduzir?

Agora que você já conhece os principais motivos que levam a uma recusa com cartão e como funciona um antifraude, chegou finalmente o momento de falar sobre o principal tema deste artigo: meios práticos de reduzir a recusa de pagamentos no cartão de crédito.

  • Multiadquirência: a primeira maneira de reduzir a recusa dos pedidos é contando com um meio de pagamento que ofereça a opção de multiadquirência. Ou seja, ao contratar um gateway ou subadquirente, certifique-se de que ele possui comunicação com diversas adquirentes. Dessa forma, o sistema pode fazer a retentativa automática em questão de segundos, sem maiores transtornos para o seu e-commerce ou para o seu cliente. 
  • Parecer sobre a recusa: mesmo com a retentativa automática, o pagamento ainda não pôde ser realizado? Então é o momento de entender o motivo que levou a essa situação. A escolha do meio de pagamento é crucial neste ponto, afinal, esta é uma das funcionalidades que ele pode te proporcionar.
  • Retentativa por outras formas de pagamento: entendeu o que gerou a recusa de pagamentos por cartão de crédito? Converse com seu cliente, explique a situação, se mostre interessado em resolver o problema. Por fim, ofereça uma nova possibilidade para efetivar a transação com outras formas de pagamento, como link de pagamento ou boleto bancário.

A importância de um meio de pagamento completo

A recusa de pagamentos no cartão de crédito é um ponto de atenção no seu e-commerce, mas não precisa ser um problema. Com a tecnologia de meio de pagamento certa você consegue garantir segurança para o seu e-commerce e satisfação para o seu cliente.

O Pagar.me é o meio de pagamento parceiro da CartX que pode te ajudar nisso! Nele você conta com:

  • sistema de checkout transparente, assim o cliente consegue efetivar a compra diretamente no seu site, sem burocracia ou redirecionamento de página;
  • uma Dashboard intuitiva para você acompanhar a saúde financeira do seu negócio e entender os motivos da recusa de pagamentos com total transparência;
  • integração com antifraude e outras tecnologias que vão te ajudar a gerir o seu negócio;
  • e ainda, opção de garantia de fraude para proporcionar toda a segurança financeira que o seu e-commerce precisa.

Clique aqui e conheça as soluções do Pagar.me para o seu negócio.

Este artigo foi produzido pelo time do Pagar.me, meio de pagamento digital que garante segurança e praticidade para você atender seus clientes e fazer o seu negócio crescer.

CRIE SUA LOJA ONLINE GRATUITAMENTE COM A CARTX

Quer aprender e-commerce?

Inscreva-se no boletim informativo da CartX para receber mais conteúdo premium.

Comentários

Leave a Comment

Outras notícias

O carrinho abandonado no e-commerce é reflexo de muitos problemas que podem estar associados à loja online. Por isso, ao detectar uma taxa de